Nissan Navara 2.5 TD D20

Viatura 4WD

Uma das formas mais fáceis de escolher qual seria a melhor opção para viatura 4x4 para as aventuras de campismo selvagem, é alguém dizer: "Olha, está aqui esta que é oferecida. Queres?"
Dito isso, na realidade uma pick-up tem tantas vantagens, quantas desvantagens. Mas como em tudo na vida, agradecemos as coisas boas, aceitando melhor as piores.

Nissan Navara 2.5 TD D20

Vantagens (+)

4x4

Comparativamente com uma alternativa de autocaravana ou "campervan" convencional, a capacidade de fora-de-estrada com algum conforto é uma vantagem.

Não tendo qualquer preparação especial para todo-o-terreno mais técnico e exigente, a configuração deste modelo permite enfrentar com confiança a maioria das situações que nos permite aceder a locais recatados. 


Centro de gravidade

Com um baixo centro de gravidade, este modelo não adorna em estrada e velocidade em curva, e minimiza o risco de tombar em pendentes inclinadas ou passagens técnicas desniveladas.


Tenda sobre a caixa de carga

 Optámos por montar a tenda de tejadilho na traseira da carrinha, sobre a zona de carga. A tenda de tejadilho fica assim promovida a «tenda de caixa-aberta»... mas não soa tão bem, pois não? Na realidade, há inúmeras vantagens em colocar a tenda nesta zona. O acesso durante a montagem e desmontagem da tenda é melhor e facilitado, particularmente para nós que temos 1,70m de altura. O aerodinamismo do conjunto em andamento não fica comprometido, pois as tendas de tejadilhos fechadas encaixam na perfeição. Esta opção mantém disponível o tejadilho para zona de carga adicional com material e equipamento que não se importa de "ir ao léu" (i.e. jerricãs, pranchas de surf e desatascamento, bicicletas).

Desvantagens (-)

Bagagem

Apesar de ser o modelo de cabina dupla para 5 passageiros, a zona de carga coloca desafios na arrumação de bagagem. A altura baixa (45 cm) da zona traseira ("caixa") limita a dimensão dos volumes que permite carregar. Concretamente, as arcas frigoríficas do mercado são demasiado altas, mesmo os modelos "low profile" desenhados para pickups têm 2 cm a mais. Mesmo equacionando colocar esta na cabina, a altura do banco e o ângulo de abertura da porta do passageiro tornam pouco pratica a sua entrada e acesso ao interior da mesma, aconselhando remover os bancos de trás e legalizando o registo em conformidade.


Abertura da caixa de carga

A caixa de carga é coberta por uma tampa de fibra de vidro. Esta abre com recurso a dois "macacos" pneumáticos. Para que seja possível colocar a tenda de tejadilho sobre a tampa foi necessário reforçá-la com barras longitudinais em Inox e trocar por um sistema pneumático de 2x70 kg para que se consiga abrir.


Fecho de tampa de caixa

O acesso à zona de carga é feito erguendo a tampa e assim soltando o trinco da porta, apenas possível com a tampa aberta. É na tampa que estão os trincos com chave que impedem a sua abertura. Com as vibrações e solavancos próprios de condução todo-o-terreno, estes trincos cederam, quebrando durante uma viagem no Norte de África, tendo sido preciso equipar uns mais robustos.

GALERIA DE IMAGENS E VÍDEO

Equipamento incluído no artigo

Onde Vivem os Deuses

Revista Overland Portugal

Equipamento incluído no artigo

Anatomia TT

Revista Overland Portugal

Equipamento incluído no artigo

Língua dos Pês

Overland Portugal

Equipamento incluído no artigo

Caçadores de Estrelas

Overland Portugal

Equipamento incluído no artigo

ImilChilled

Overland Portugal

Equipamento ensaiado aqui:

Pego das Pias

rio, desfiladeiro, alentejo

Equipamento ensaiado aqui:

Isly

montanha, lago

Equipamento ensaiado aqui:

Abrilongo

barragem, alentejo, lago

Equipamento ensaiado aqui:

Apartadura

serra, alentejo, barragem, lago

oUTROS ENSAIOS DISPONÍVEIS